Passe pelas estações frias com a saúde intacta

Dra. Alexandra Manfredini 12 de maio de 2014 Variedades 0     Imprimir Imprimir

frio saude emagrecepinda

Frio é bom para se enrolar no cobertor, comer fondue, curtir um filme. No entanto, o frio também traz com ele a maior probabilidade de desenvolver doenças respiratórias – gripes, resfriados, asma e todos os “ites” (bronquite, sinusite, rinite).

As mudanças bruscas da temperatura, o tempo seco e a poluição contribuem para as infecções que deixam qualquer um debilitado.

Nem sempre dá para evitar ficar doente, mas dá para seguir algumas dicas e diminuir ao máximo a probabilidade.

  • Alimente-se bem: aposte em sopas e caldos ricos em verduras e legumes. As frutas também são essenciais, principalmente aquelas que contêm vitamina C. Um corpo bem nutrido tem mais forças para se defender dos vírus e bactérias.
  • Mantenha a hidratação: é normal perder a vontade de beber água quando o dia está frio, mas é necessário se esforçar e beber mesmo assim. Os líquidos são importantes para controlar todo o funcionamento do organismo.
  • Cuidado com as roupas: blusas, casacos e cobertores que ficaram guardados o ano todo saem dos armários direto para o uso. Isto não faz bem – com poeira acumulada, os tecidos ficam com ácaros, a principal causa das alergias do aparelho respiratório. Lave tudo e seque ao sol antes de usar.
  • Evite locais aglomerados. As bactérias ficam concentradas em ambientes fechados, por isso é importante evitar esses locais.
  • Evite exposição prolongada a ambientes com ar condicionado ou aquecedor: o ar fica seco e “viciado”. Os vírus e o pó ficam circulando no mesmo ar e a chance de contágio é maior.
  • Durma em local arejado e umedecido. Utilize umidificadores de ar ou reservatórios com água nos quartos.
  • Respire sempre pelo nariz, nunca pela boca: os pelinhos do nariz são um filtro natural que bloqueia a maior parte das partículas alergênicas.
  • Lave as mãos com frequência: as mãos são as responsáveis pelo maior número de contágio e nem sempre a doença vem por um aperto de mão. Sem saber, você pode tocar algum objeto que foi tocado antes por alguém doente. Sempre que der, lave as mãos ou esterilize-as com álcool-gel.
  • Cuidado com o choque térmico: sair de um lugar quente e ir para um lugar frio ou vice-versa causa choque térmico no corpo. Consequentemente, a imunidade fica mais frágil e mais propensa a ceder a doenças.
  • Não faça automedicação: na maioria das vezes a doença some em alguns dias sem precisar de medicamentos (até mesmo porque com o surto de dengue, os sintomas são parecidos e podem piorar com alguns remédios). Repouso, alimentação correta e muita água costumam dar conta do recado. Se os sintomas não melhorarem em 3 dias, procure um médico, que poderá avaliar o caso, identificar a gravidade da situação e indicar o melhor tratamento.
  • Tome a vacina contra a gripe: é a melhor opção para não ficar gripado. Dentre as possíveis doenças, você já se livrará da pior.

Participe do Programa Emagrece, Pinda!

Compartilhe com seus amigos e vamos emagrecer juntos!

Quem escreveu

Dra. Alexandra Manfredini

Coordenadora do Programa Emagrece, Pinda.

Deixe seu Comentário