Envelhecimento – Combata comendo bem!

Dra. Alexandra Manfredini 23 de abril de 2013 Variedades 0     Imprimir Imprimir

alimentacao-saudavel1

Cada célula do corpo necessita de uma fonte constante de oxigênio para converter o alimento digerido em energia. A queima do oxigênio, entretanto, tem seu preço: libera os radicais livres, moléculas instáveis que danificam as células sadias a medida que a queima vai ocorrendo pelo corpo.

O corpo passa a ser mais vulnerável aos danos causados pelos radicais livres e a incidência de doenças degenerativas aumenta. Em outros termos, isto significa envelhecimento.

Alguns fatores externos como a poluição, fumo, álcool, sol em excesso, distúrbios do sono, stress, drogas, alterações constantes do peso, excesso de atividade física, entre outros, também contribuem com o aumento de radicais livres e alterações da aparência da pele.

Os antioxidantes são moléculas com carga positiva que se ao combinarem com os radicais livres, que possuem carga negativa, torna-os inofensivos. Em outras palavras, essas substâncias positivas possuem a capacidade de anular ou minimizar a ação desses radicais, retardando o processo do envelhecimento precoce.

Outro fator que deve ser levado em consideração é o consumo de água. A hidratação tem papel fundamental na manutenção da tez da pele, na saúde intestinal que reflete diretamente na pele e na eliminação de toxinas. Ingerir no mínimo 8 copos de água por dia é o ideal. A ingestão de água pura em pequenos volumes e sempre fresca, é a melhor forma de se hidratar, pois desta forma a absorção é mais rápida.

As frutas, legumes e verduras, os peixes, as oleoginosas, e diversos óleos vegetais são ricas fontes de antioxidantes.

Além de retardar o processo de envelhecimento, o consumo equilibrado dos alimentos antioxidantes também protegem contra o câncer, doenças do coração, catarata e outras doenças degenerativas e evitam danos causados pelos óleos e alimentos industrializados.

Dentre várias substâncias e alimentos com capacidades antioxidantes destacam-se:

- Vitamina C: encontrada em grande quantidade nas frutas cítricas e vegetais verde escuros (laranja, limão, lima, acerola, caju, kiwi, morango, couve, brócolis, tomate, etc);

- Vitamina E: encontrada principalmente no germe de trigo (fonte mais importante), óleos de soja, arroz, algodão, milho e girassol, amêndoas, nozes, castanha do Pará, gema, vegetais folhosos e legumes;

- Vitamina A: encontrada principalmente em alimentos como a cenoura, abóbora, fígado, batata doce, damasco seco, brócolis, melão;

- Selênio: um mineral encontrado na castanha do pará, alimentos marinhos, fígado, carne e aves;

- Zinco: outro mineral encontrado principalmente nas carnes, peixes, aves e leite. Cereais integrais, feijões e nozes são também boas fontes;

- Bio flavonóides: substâncias ativas encontradas em frutas vermelhas, suco de uva integral, chá verde, maça, brócolis e cebola;

- Licopeno: substância ativa encontrada principalmente no tomate;

- Isoflavonas: substância ativa encontrada principalmente na soja;

- Catequinas: substâncias ativas encontradas principalmente em frutas da família do morango, uva e chá verde.

Evitar alimentos pro inflamatórios como embutidos, carnes gordas, leite com alto teor de gorduras, doces, refrigerantes,  alimentos refinados e produtos industrializados em geral  também é muito importante para a saúde da pele, especialmente para melhorar as desordens estéticas da celulite.


Participe do Programa Emagrece, Pinda!

Compartilhe com seus amigos e vamos emagrecer juntos!

Quem escreveu

Dra. Alexandra Manfredini

Coordenadora do Programa Emagrece, Pinda.

Deixe seu Comentário