Dicas para evitar a obesidade infantil

Dra. Alexandra Manfredini 16 de abril de 2013 Variedades 0     Imprimir Imprimir

Obesidade Infantil 2

Foi-se o tempo em que obesidade era assunto somente para adultos. Infelizmente, hoje em dia os números de crianças obesas só aumentam no mundo. No Brasil, estima-se que 10% das crianças sejam obesas. Vale a pena prestar mais atenção ao assunto, não?

Afinal, se uma criança é obesa até os três anos de idade, não significa que ela será obesa quando crescer. Apesar disso, nessa época, grande parte dos hábitos alimentares será formada.

Depois dessa idade, aí sim a coisa pode complicar. Estudos mostram que uma criança obesa aos 6 anos tem 50% de chance de se tornar um adulto obeso. E a porcentagem aumenta para 70% a 80% quando o adolescente é obeso.

Mas vamos tratar do assunto com calma. Não adianta tornar a alimentação dos filhos uma obsessão. É preciso equilíbrio. Por isso, separamos algumas dicas interessantes:

Dicas para evitar a obesidade infantil

1. Não abra mão do aleitamento materno exclusivo até os seis meses do bebê. Inclusive, a criança pode mamar no peito até os dois anos, se ela e a mãe quiserem.

2. Uma criança saudável sabe quando está satisfeita. Acompanhe a cada seis meses o ganho de peso e o crescimento da criança junto com o pediatra. Se estiver tudo certo, para quê forçá-la a comer demais?

3. Frutas, verduras e legumes são tudo de bom. Estimule seu filho a comê-los. Agora, não adianta nada pedir para ele comer brócolis se você não põe um verdinho no seu prato. Lembre-se: crianças seguem exemplos!

4. Estabeleça e faça de tudo para manter os horários das refeições.

5. Não pule refeições ou as substitua por lanches como biscoitos, bolos, salgadinhos ou doces. Agora, em seus devidos horários, os lanches são indispensáveis: as crianças devem fazer de cinco a seis refeições por dia.

6. TV ligada na hora da refeição? Não é legal. O ambiente das refeições deve ser tranquilo, um momento descontraído para a família se reunir e conversar à mesa.

7. Para quê a pressa em comer? Ensine as crianças a comer tranquilamente e a mastigar bem os alimentos.

8. Limite o consumo de alimentos com muitas calorias, como salgadinhos, doces, frituras e refrigerantes. Uma dica boa é deixá-los para o fim de semana.

9. Controle o tempo da criança diante da TV, computador ou videogame, o chamado lazer passivo. Hoje em dia são muitas as ofertas de diversão nesse sentido, e é difícil tirá-los de lá.

10. Seu filho gosta de algum esporte? Incentive-o a praticá-lo. Estimule-o a ter alguma atividade física, respeitando a idade e o gosto da criança.

11. Na sua família há casos de obesidade, pressão alta, diabetes? Fique mais atento ainda e invista sempre em uma dieta equilibrada, com pouco sal, alimentos menos gordurosos e um estilo de vida ativo.

12. Inclua-se no pacote: os adultos da casa são modelos para as crianças. Adote hábitos alimentares e de vida saudáveis.


Participe do Programa Emagrece, Pinda!

Compartilhe com seus amigos e vamos emagrecer juntos!

Quem escreveu

Dra. Alexandra Manfredini

Coordenadora do Programa Emagrece, Pinda.

Deixe seu Comentário