Dia mundial de combate à Aids

Dra. Alexandra Manfredini 1 de dezembro de 2012 Sem categoria 0     Imprimir Imprimir

O dia 1 de dezembro é reconhecido mundialmente para disseminar ações e propostas de combate à Aids, pois a doença é uma epidemia global preocupante para a saúde pública.

A Aids ou HIV (Human Immunodeficency Virus) ataca os linfócitos (células de defesa) e deixa o organismo propenso a adquirir vários tipos de infecção e doenças.  Ela não é uma doença congênita, ou seja, é causada por fatores externos. Devido a descoberta de vários medicamentos já pode ser considerada crônica, por permitir que o indivíduo infectado continue vivendo por meio de tratamento adequado.  Até o fim de 2011, 34 milhões de pessoas, no mundo, viviam com o HIV. Porém, 3,7 milhões morreram em decorrência de tê-lo contraído. Infelizmente, ainda existem 10 milhões de pessoas sem tratamento.

Países como República Dominicana e Tanzânia registram queda no número de infectados, porém o mesmo não é visto na África Subsaariana, que é ainda a região mais afetada do mundo. Em 2008, 67% das infecções e 72% das mortes ocasionadas pela Aids ocorreram nesta parte do mundo.

Transmissão

O vírus pode ser transmitido pelo sangue, sêmen, secreção vaginal ou leite materno, em ato sexual, em transfusões sanguíneas, agulhas ou seringas contaminadas e de mãe para filho no momento da amamentação e outros casos raros.

A melhor forma de prevenção é ter informação correta e usar camisinha, a mulher grávida deve fazer pré-natal e as seringas a serem utilizadas em qualquer procedimento devem ser descartáveis.


Participe do Programa Emagrece, Pinda!

Compartilhe com seus amigos e vamos emagrecer juntos!

Quem escreveu

Dra. Alexandra Manfredini

Coordenadora do Programa Emagrece, Pinda.

Deixe seu Comentário