Cálcio e vitamina D contra osteoporose

Dra. Alexandra Manfredini 6 de janeiro de 2014 Variedades 0     Imprimir Imprimir

osteo calcio emagrecepinda

A menopausa traz várias mudanças na vida das mulheres. Entre elas, está a diminuição na produção de hormônios, quadro que leva a um balanço negativo de cálcio no organismo e, com o tempo, a uma progressiva perda de massa óssea e a um risco maior de desenvolver a osteoporose.

O primeiro passo para evitar problemas é abastecer o organismo com a quantidade certa de cálcio. Mas vale ressaltar que as necessidades do mineral variam de pessoa para pessoa, ainda mais no pós-menopausa. Por isso, apenas um profissional especializado pode determinar qual a dose diária de cálcio adequada a você nessa fase da vida.

O cálcio e a vitamina D

Outra substância importante para a saúde óssea é a vitamina D: ela regula a absorção de cálcio no intestino e estimula a reabsorção óssea para a manutenção dos níveis séricos desse mineral.

Mas, enquanto a melhor fonte de cálcio é bem conhecida (o leite), pouca gente sabe onde encontrar a vitamina D. Talvez esse desconhecimento se explique pelo fato de que a vitamina D não tem como principal fonte um alimento, e sim a luz solar.

Isso mesmo! Os raios solares estimulam a síntese da vitamina D a partir de um metabólito do colesterol, encontrado na pele. Porém, apesar de vivermos em um país com muitas horas de sol, a maioria das mulheres brasileiras não tem níveis adequados da vitamina no organismo.

Se você estiver em dúvida quanto ao abastecimento de vitamina D em seu organismo, procure um profissional e faça uma avaliação (lembrando que suplementos medicamentosos que podem ajudar a equilibrar o quadro).


Participe do Programa Emagrece, Pinda!

Compartilhe com seus amigos e vamos emagrecer juntos!

Quem escreveu

Dra. Alexandra Manfredini

Coordenadora do Programa Emagrece, Pinda.

Deixe seu Comentário