Aprenda a dizer não às tentações!

Juliana Oliveira 14 de outubro de 2013 Bem-estar 0     Imprimir Imprimir

comer no trabalho emagrecepinda

Você é dessas pessoas que sentem a maior fome quando vai chegando o fim da tarde? Não pense que isso é um problema; pelo contrário, todo mundo deveria ter consciência de que nosso corpo funciona melhor quando nos alimentamos regularmente, em pequenas quantidades – em vez de fazer aquela super-refeição que só engorda.

Um lanche à tarde ou no fim da manhã é tudo de bom. Imagina como você estará muito mais controlado quando chegar a próxima refeição principal, seja o almoço ou o jantar?

O único “porém” da história é o seguinte: na hora do lanche, nem tudo está liberado. Não adianta achar que você está fazendo bem para a sua saúde comendo um doce, um pedação de chocolate ou pastel …

Para saciar sua fome sem afetar a boa dieta, aposte em alimentos nutritivos e naturais, como vegetais. Mas não pense também que seu lanche precisa ser sem gosto. A seguir, você vê algumas sugestões do que comer – e do que não comer.

Diga não às tentações!

Procure deixar de fora do seu lanche:

  • Salgadinhos de pacote e fritos (coxinha, bolinha de queijo, rissole).
  • Bolos e doces. De vez em quando, vale deixar a sobremesa que você comeria no almoço para a tarde, mas não faça isso sempre.
  • Chocolates e balas.
  • Amendoim, em especial se você deixar o pacote aberto enquanto trabalha.
  • Pães doces.
  • Biscoitos doces e salgados. Evite abastecer sua gaveta do escritório com essas tentações, dizendo para si mesmo (e se enganando) de que esta será a última vez.

Opções aprovadas!

Um bom lanche é composto por uma porção de fruta, iogurte, cereais, frutas secas, torradas, barrinhas de cereais ou um pão pequeno. Você também pode fazer combinações deliciosas com porções menores de cada ingrediente!


Participe do Programa Emagrece, Pinda!

Compartilhe com seus amigos e vamos emagrecer juntos!

Quem escreveu

Juliana Oliveira

Graduada em Nutrição pela Universidade de Taubaté/2007, especialista em Nutrição Clínica pelo Instituto de Pesquisa do Hospital Albert Einstein/SP; especialista em Nutrição Esportiva pela Universidade Gama Filho/SP.

Deixe seu Comentário