A alimentação do diabético tipo 2

Dra. Alexandra Manfredini 9 de dezembro de 2013 Variedades 0     Imprimir Imprimir

alimentos diabetes cuidados emagrecepinda

Existem duas verdades fundamentais que quem tem diabetes tipo 2 precisa saber: essa é uma doença grave, que exige muito cuidado; e a melhor forma de tratá-la não é simplesmente tomando remédio, mas adotando uma alimentação adequada para o quadro. Sem falar em ter um estilo de vida mais ativo!

Se você ainda não sabe exatamente como se portar diante da doença, veja nossas dicas a seguir.

Diabetes sob controle

  • Fracione o dia alimentar em 5 ou 6 refeições, ou seja, coma de 3 em 3 horas.
  • Os carboidratos complexos, como grãos e sementes, devem compor de 50% a 60% do total calórico da alimentação.
  • Evite doces e alimentos com carboidratos simples, como o açúcar comum de mesa – eles causam oscilações acentuadas da glicemia. O melhor mesmo é não incluí-los na alimentação diária; porém, se não der para resistir, limite a quantidade em 25 g distribuídos ao longo do dia, e não de uma vez só.
  • Vale lembrar que a frutose e o mel são açúcares simples e devem ser incluídos no limite de 25 g por dia.
  • As gorduras devem ser limitadas a 30% das calorias consumidas por dia. Além disso, reduza as fontes de gorduras saturadas, como carnes, chocolate, manteiga, creme de leite e gema de ovo.
  • Fique de olho na gordura trans adicionada aos alimentos industrializados. Confira nos rótulos e não consuma aqueles que contiverem essa substância na fórmula. Já o colesterol não deve ultrapassar 300 mg por dia.
  • Bebidas alcoólicas? Resista à tentação. Se isso não for possível, consuma, durante as refeições, no máximo de 10 g a 20 g de álcool, o que equivale a uma porção de 100 ml de vinho ou 350 ml de cerveja. E não fume!
  • Você tem diabetes e a taxa de triglicérides elevada (hipertrigliceridemia)? Ou descontrole da glicemia? Então, as bebidas alcoólicas estão mesmo vetadas!
  • Os adoçantes não calóricos (ciclamato, sucralose, aspartame) devem ser consumidos com moderação.
  • Atenção ao valor calórico dos alimentos diet. Quando destinados aos diabéticos, eles são isentos de sacarose, mas podem ter mais gordura e elevado valor calórico. Já os light têm menos calorias se comparados aos tradicionais, mas contêm mais açúcar – por exemplo, um iogurte light pode ter pouca gordura, mas é adoçado com açúcar ou mel.
  • Você é diabético e sofre com sobrepeso? Então, procure a ajuda de um profissional imediatamente para alcançar o peso normal. Não tente fazer uma dieta para emagrecer por conta própria, pois é preciso distribuir corretamente os carboidratos em cada refeição.

Participe do Programa Emagrece, Pinda!

Compartilhe com seus amigos e vamos emagrecer juntos!

Quem escreveu

Dra. Alexandra Manfredini

Coordenadora do Programa Emagrece, Pinda.

Deixe seu Comentário