5 mitos veganos

Dra. Alexandra Manfredini 10 de março de 2014 Bem-estar 0     Imprimir Imprimir

vegan

Muitos de nós imaginamos que os veganos são como párias ou hippies abraçadores de árvores. Como resultado, as pessoas nutrem mitos a respeito do veganismo – e a respeito das pessoas que optam por essa dieta mais saudável. Os veganos não consomem carne, ovos, laticínios ou qualquer outro produto de origem animal.

Lisa McComsey, co-autora de “The Vegan Cheat Sheet” (algo como “Os mitos das folhas veganas” em português), nos ajuda a esclarecer toda a confusão. Compartilhando crenças a respeito da dieta, McComsey aponta a verdade sobre o veganismo – e os benefícios dessa alimentação.

Mito 1: veganos não comem os nutrientes necessários

Verdadeiro ou falso: fontes de proteína advém apenas da carne. Falso, diz McComsey. A dieta vegana reúne frutas, grãos, feijões, legumes e castanhas, alimentos cheios de vitaminas, minerais, fibras e proteína. Existe uma variedade grande de vegetais que funcionam como fonte de proteína e que não possuem a gordura saturada e o colesterol presentes nos produtos animais, segundo ela.

Mito 2: a dieta vegana é chata

Você acha que se resume a alface e tofu? Isso também não é verdade. “A dieta vegana é empolgante e aventureira, recheada com incríveis texturas, sabores e aromas”, diz Lisa. Temperos como curry e açafrão adicionam um punhado de sabor a muitos dos pratos que os veganos gostam, enquanto grãos, incluindo a quinoa, o amaranto e o teff (um cereal comum na Etiópia). E que tal suas velhas favoritas como lasanha e panquecas? Pois elas continuam no menu. “Quando você consome coisas saudáveis, raramente terá que medir as porções ou contar calorias. Está tudo liberado!”, conta a escritora. Lembrando que você não pode extrapolar nos outros itens veganos (vide as fritas) que possam aumentar seu peso – você ainda precisa pensar bem no que você come.

Mito 3: a dieta vegana é cara demais

McComsey diz que as comidas veganas, provavelmente, não vão lhe custar mais do que você gasta com os alimentos que compra hoje. Na verdade, a carne pode ser bem cara. Armazenando produtos, como feijões, grãos e castanhas, você pode criar uma dieta acessível. Uma vez que você pensar bem na sua lista de compras e estocar algumas coisas na cozinha, vai descobrir que não é apenas acessível, mas conveniente também. Com seus novos hábitos alimentares saudáveis, é provável que você economize uma graninha com remédios também, diz a escritora.

Mito 4: é difícil encontrar comida vegana

Não mais! Muitas lojas conhecidas têm uma grande variedade de comida vegana. A internet também é uma mina de ouro para esse tipo de produto. Grãos são fáceis de encontrar em quaisquer lojas, agora que seus benefícios estão amplamente difundidos na mídia. É só pesquisar.

Mito 5: veganos são estranhos

Tudo bem, o caso da Alicia Silverstone mastigar a comida e colocar na boca de seu filho foi um pouquinho bizarro, mas ela está no caminho certo com sua dieta. O velho estereótipo de que os veganos são militantes ou hippies com camisetas “Carne é Assassinato” não é mais tão verdadeiro assim. “Muitos veganos são as pessoas normais com as quais você convive todos os dias. Alimentados pelas plantas, os adeptos dessa dieta são, frequentemente, atléticos, fortes e em forma”, diz Lisa. O objetivo não é ser magro, mas ser saudável, ativo e cheio de energia, acrescenta ela.

Fonte: Mais Equilibrio


Participe do Programa Emagrece, Pinda!

Compartilhe com seus amigos e vamos emagrecer juntos!

Quem escreveu

Dra. Alexandra Manfredini

Coordenadora do Programa Emagrece, Pinda.

Deixe seu Comentário